02 maio 2020

KOMBUCHA: saiba tudo sobre esse chá milenar que aumenta saúde: fermentado e probiótico

A Kombucha é também conhecida como “Sidra Milagrosa”. Além do seu uso como bebida refrescante, trata-se de uma minúscula fábrica bioquímica, que trabalha em para nossa saúde e bem-estar.



* O que é a kombucha?

A Kombucha (pronúncia: "kombutcha") é a bebida ancestral probiótica à base de chá adoçado das folhas da planta Camellia Sinensis (conhecido como o chá verde ou preto) que fermentará graças a presença da zoogleia (celulose também conhecida como SCOBY - sigla para Symbiotic Culture of Bacteria and Yeast, ou em português Cultura Simbiótica de bactérias e Leveduras. Esta colónia tem a aparência de uma panqueca ou um cogumelo achatado e é responsável pela fermentação da bebida de gosto ácido e gaseificada. Tem parentesco com os grãos do Kefir, probiótico utilizado na fermentação do leite.

* Qual é a Origem?

Ninguém sabe ao certo a origem da Kombucha, mas quase todas as evidências apontam para a China de antes de Cristo, e de lá se teria espalhado pelo mundo através da Rota da Seda. O chá seria um produto ancestral que inicialmente era utilizado com erva medicinal e só mais tarde se tornou popular como bebida. 

Numa das histórias conhecidas, o imperador Qin Shi Huangdi, da Dinastia Qin (221a.C. a 206 a.C) teria sido o primeiro a produzir e beber a kombucha. Mas as primeiras referências escritas encontram-se num dicionário chinês de cerca de 400 antes de Cristo, enquanto a transição do remédio para bebida ocorreu no final da Dinastia Zhou (1124-222 a.C.)

Existe uma lenda segunda a qual ela teria surgido em 414, na Ásia, e teria este nome, devido a um médico chamado Kombu, que levou a bebida da Coreia para o Japão, para ajudar na saúde do imperador japonês.

No início do século 20, já bem conhecida na Ásia e na Europa Oriental, a Kombucha começou a ganhar espaço no oriente. Em 1960, investigadores suíços relataram que o consumo de kombucha era tão benéfico quanto o iogurte. A partir daí a popularidade da bebida aumentou. 

Ao longo do tempo a sua técnica foi sendo aperfeiçoada a fim de tornar a bebida cada vez mais aceitável. Hoje em dia já é possível comprar a bebida já pronta engarrafada em supermercados, ervanárias e lojas de produtos naturais, mas o processo caseiro ainda é o mais eficaz. A bebida de Kombucha é preparada desde eras remotas e, é passada de família em família, como sinal de amizade e de ajuda mútua. Ela possui uma grande vitalidade e uma grande capacidade de regeneração - se não possuísse esta grande força biológica vital, não teria sobrevivido desde a sua descoberta, no reino da China há mais de 2000 anos, até hoje. Veja abaixo passo a passo como fazer a bebida saborosa e gaseificada que faz lembrar os refrigerantes convencionais, mas neste caso, muito mais saudável!

* Quais os benefícios para a saúde?

Além de ser refrescante, a kombucha é rica em antioxidantes. Entre os seus inúmeros benefícios, destacam-se o reforçar das defesas naturais do organismo e a regulação do trato intestinal, já que eles ajudam a manter o equilíbrio da microbiota, como é chamada a flora intestinal.

Os relatos acerca das suas propriedades benéficas motivaram várias instituições científicas do mundo inteiro a realizar investigações com o intuito de descobrir que segredos se ocultavam nas propriedades desta bebida oriental. Neste sentido, comprovou-se a presença de diferentes substâncias, distribuídas de modo equilibrado e que contribuem verdadeiramente para o restabelecimento da saúde no nosso organismo. Estas resultam dos processos metabólicos, bioquímicos e químicos originados durante o cultivo do fungo Kombucha, podendo-se destacar entre eles os seguintes: ácido acéptico, ácido fólico, ácido
carbónico, ácido glucurónico, ácido glucónico, ácido L-láctico, e ácido úsnico. 


Também se encontram presentes as vitaminas do complexo B (B1, B2, B3, B6), vitamina C - entre outras, uma substância anticoagulante denominada Heparina e distintos oligoelementos em concentrações vestigiais.
 

O produto final contém uma pequena quantidade de álcool (0,5-1%) e de açúcar. Quanto mais tempo se fermenta a bebida, menor conteúdo em açúcar e mais de álcool existirá. Se se deixar fermentar bastante tempo, esta transformar-se-à em vinagre. Convém ressaltar que o ácido acéptico, resultante da fermentação, suprime o desenvolvimento de qualquer microorganismo alheio ao cultivo do Kombucha, o que explica sua longa sobrevivência.
 

De seguida, explicita-se, sucintamente, a acção de alguns dos componentes mais importantes:
- Complexo B: tem múltiplos efeitos, como a participação na conversão de hidratos de carbono; alivia e ajuda em distúrbios nervosos.
- Ácido Glucónico: resultado da rotura da glicose. Preserva os alimentos.
- Ácido Glucurónico: presente no chá, é também um dos elementos mais importantes produzidos pelo fígado. O organismo usa-o para fixar toxinas produzidas como resultado do metabolismo, para deste modo eliminá-las sem que sejam reabsorvidas pelo sistema intestinal ou urinário.
- Ácido Úsnico: desactivador de vírus; é um potente agente antibacteriano natural.
- Dióxido de Carbono: produto da acção dos fermentos sobre os hidratos de carbono do chá. Associado à baixa percentagem de álcool, actua como anti-microbiano.

Muitas pesquisas vem sendo feitas para confirmar os benefícios da Kombucha, mas há muitos relatos de pessoas que conseguiram reduzir dores de cabeça, redução do colesterol, melhora na digestão e inúmeras inflamações.

A sua presença probiótica, pode ainda ajudar na regulação hormonal da sensação de saciedade, leptina e insulina, agindo assim na redução da fome e controlando a baixa de açúcar no sangue. A kombucha não tem o poder de queimar calorias, mas é pouco calórica e ajuda a retardar a sensação de fome. 

Num resumo os seus benefícios são mesmo gigantes! Trata-se de um verdadeiro elixir de saúde! Veja algumas das indicações principais que se pode beneficiar utilizando esta bebida:

1. Sensação de bem-estar.Redução do stress e Muito calmante. 
2. Ajuda a aliviar a congestão em vias aéreas. Melhora a asma e a “febre-do-feno” [reações alérgicas ao pólen das plantas geralmente na primavera]. Auxilia no tratamento de amigdalite.
3. Faz uma boa limpeza no cabelo e no couro cabeludo. Fortalecendo-o.
4. É muito eficaz em todos os tipos de artrite. Ajuda a controlar a dor e as deformações articulares da artrite reumatóide.
5. Ajudar a reparar a cartilagem danificada pela Osteo-Artrite (se ainda houver cartilagem remanescente).
6. Ajuda na Gota, quebrando os cristais e removendo a dor e a sensibilidade.
7. Reduz a inflamação das tendinites calcificadas.
Melhora a síndrome do túnel do cárpico.
8. Contribui para a irrigação sanguínea, principalmente nas pernas. Reduz / estabiliza a pressão arterial.
9. Benefica em casos de cândida, ou infecção por fungos.
10. Assessora a digestão, impede o refluxo ácido, r
egula os intestinos. Auxilia nos casos de prisão de ventre e hemorróidas.
11. Limpa e melhora a pele: auxilia no equilíbrio da psoríase, reduz o rash cutâneo, previne o eczema na pele, ajuda a tirar as “escamas” de certas doenças de pele, auxilia no tratamento dos furúnculos e infecções por staphylococcus na pele. Reduz as queimaduras e a queimadura do sol. Reduz o eczema (inchaço) por picadas de abelha. Bom desodorante. Elimina os fungos das unhas e pé de atleta. Embeleza e reduz o envelhecimento da pele do rosto. Elimina manchas da idade. Efeito rejuvenescedor. Faz um maravilhoso ‘escalda-pés’. Repelente contra insetos, mosquitos e pulgas. Reduz a celulite. Elimina verrugas. A colónia é usada em queimaduras de terceiro grau formando uma cobertura protetora e apressa imensamente a cura ajudando no controle da dor.
Previne lesões ou ulcerações bucais.
12. Ajuda na menopausa e andropausa: transpiração noturna, inchaço abdominal, mudança de humor. Reduz a cólica menstrual severa.
13.
Limpa as toxinas do corpo, os rins se tornam mais ativos. Previne e ajuda a curar as infecções na bexiga. Auxilia o tratamento da alta uréia.
14. Auxilia no tratamento da catarata e problemas visuais: melhora a acuidade visual e elimina as “variações” [como visão turva].
15. Ajuda a manter o sistema imunológico forte.
16. Ajuda na perda de peso suprimindo o apetite e o desejo por alimentos doces e gordurosos.
17. Auxilia a longevidade, retardando o envelhecimento. Atua em doenças da 3a idade como Mal de Parkinson, Alzheimer, artroses, perda de audição e de visão.
Auxilia no combate ao cancro.
18. Auxilia no equilíbrio da glicose nos diabéticos.*Diabete: muitos diabéticos bebem o chá, mas o fermentam mais tempo a fim de reduzir os níveis de glicose. Usado deste modo, estabiliza os níveis de glicose no sangue de pacientes com “Diabetes insulinorresistente” ou mais conhecida como “Diabetes não insulinodependente” ou de “Tipo II”. Supõe-se que atua por sensibilização das células, logrando-se uma maior receptividade à insulina. 

Lembrando que a kombucha é um alimento auxiliar, nada substitui a necessidade de uma alimentação equilibrada e variada, combinada com exercícios físicos regulares a fim de manter a boa saúde!

Kombucha: o que é e como fazer | Personare



* Como obter a bebida?

ATENÇÃO TEM QUE HAVER MUITA HIGIENE! Bancadas, utensílios, mãos, tudo tem que estar muito limpo para evitar contaminação. Eu lavo tudo com sabão e vinagre de cidra, depois passar bem por água. Além disso, só vidro ou plástico, não usar nada de metal. (Não sou a melhor fotógrafa, mas penso que dá para ver bem a ideia :-)


1º PASSO: Para fazer a kombucha precisará em primeiro lugar de uma scoby (a sua colónia de bactérias!) A forma mais tradicional de obter esta colónia será por doação, isso mesmo! Muito facilmente a nossa colónia se multiplica a cada ciclo de fermentação gerando toda uma família permitindo um movimento de partilha fabuloso! A tradição é mesmo essa! Basta entrar na Internet e terás inúmeros grupos de partilha. Se desejar envia-me uma mensagem posso adicionar-te ao meu grupo ou fazer-te chegar uma colónia: nutriquantica@gmail.com

2º PASSO: fazer um chá concentrado e adoçado das folhas da planta Camellia Sinensis (conhecido como o chá verde ou preto, também pode ser oolong, banchá, chá branco). Se puser uma quantidade maior de folhas, terá mais sabor: cerca de 5 a 20 g por litro (depende do chá que está a utilizar - se for bio/ orgânico pode usar menos, chás convencionais temos que colocar maior quantidade).

3º PASSO: adicionar o açúcar. Entre 50 a 80 g de açúcar a depender do tamanho da cultura. Sugiro cristal orgânico/biológico. Quanto menor quantidade de açúcar precisar melhor, sinal que está a conseguir fermentar bem. O açúcar vai ser quase na totalidade revertido em alimento para a scoby, resultando na fermentação. Por isso o resultado final é uma preparação quase que livre de calorias e muito pouca quantidade de açúcar.


4º PASSO: colocar numa jarra ou frasco de vidro o chá já adoçado (o chá tem que estar já totalmente resfriado para esse passo - NUNCA NEM MORNO NEM QUENTE!, já com açúcar todo dissolvido + adicionar 10% a 15% da fermentação anterior que serve como "starter" um fermento para ajudar na fermentação (para 1 litro e meio de chá 200 ml de starter) e também já garante o ph protegendo de contaminações + a scoby (mais ou menos 40g de scoby por litro!). Cubra seu pote com uma toalha de papel e prenda com elástico. Cobrir a solução (ela prefere mais escuro) e evitar agitá-la. JÁ ESTÁ!

5º PASSO: AGORA ESPERE 6 A 10 DIAS - tudo isto é deixado em repouso para o processo de fermentação da bebida. Após alguns dias, quando quase todo o açúcar terá sido consumido para dar lugar às várias enzimas, vitaminas e ácidos, contudo, a bebida estará com um sabor ácido, mas, ainda, levemente doce e estará pronta a ser consumida. Coar antes de beber, ok? Ficam sempre alguns resíduos da celulose. Veja abaixo como aromatizar.

DICAS: Podes provar 1 colher para verificar os graus de fermentação da sua preferência. Eu gosto com cerca de 8 dias. Mas tudo depende do clima e da qualidade dos ingredientes. Dê sempre preferência a ingredientes biológicos e orgânicos: a kombucha terá melhor resultado para a sua saúde. Bons indícios que está a correr bem a sua fermentação: presença de borbulhas e espuma principalmente na parte superior; a formação de uma "nata" - pele fina na borda da bebida passado alguns dias, indicando a geração de uma nova scoby. A cor do chá varia de acordo com o tempo de infusão e a qualidade do chá.






*Como aromatizar a kombucha? Vamos dar mais sabor a esta saúde toda?


Depois de coar a kombucha e separar o starter passar para uma garrafa com uma tampa que vede bem para preservar o gás. Quando fizer esta transferência faça algum movimento com a concha ou com a garrafa (só um pouco, tipo colocar o líquido mais do alto) para promover alguma espuma, ajuda na formação do gás e da protecção da bebida. Dentro desta garrafa podes colocar frutas, chás, aromáticas para temperar a sua bebida. Pode deixar de 2 a 5 dias a marinar/maturar para libertar os aromas e terás uma bebida maravilhosa e fresca para toda a família. Depois de pronta guardar em frigorífico por até 7 dias (se estiver pura sem alimentos de aromatização dura muito mais tempo sem qualquer risco a saúde). Dê asas a sua imaginação! Vou partilhar meus sabores preferidos - adicionar cerca de 50 a 80 g de fruta por litro: adicionar inteiros mirtilos, framboesas; adicionar picados, maçã, abacaxi com hortelã, morangos, cerejas! Mix de imunidade: 1 pau de canela + 2 colheres de chá de cravo índia + 2 lascas de gengibre. Pode utilizar ainda anis, chá de hibisco ou de frutos vermelhos.. Reinvente-se! Sugiro beber entre 200 a 300 ml por dia.



* Algumas advertências:

  • Para crianças utilize somente com a indicação de profissional de saúde;
  • Evitar em caso de gravidez ou a amamentar devido à presença de Heparina
    (anticoagulante).
  • As pessoas hemofílicas devem evitar seu consumo devido à presença de Heparina.
  • Algumas pessoas têm incompatibilidade com os produtos fermentados. Provar pequenas quantidades se estiver inseguro.
 Referências:
http://www.kombu.de/portugis.htm
http://www.earthcalls.com/kombucha/index.shtml
“Kombuchá - Bebida Saudável e Remédio Natural do Extremo Oriente”, Günther W. Frank, Ed. W.
Ennsthaler, A-4402 Steyr, 1995.

https://globoesporte.globo.com/eu-atleta/nutricao/noticia/o-que-e-e-como-fazer-kombucha-beneficios-e-origem-do-cha-fermentado-probiotico.ghtml



Eu sou Camila Cardoso #nutriquantica
Feito com amor!

01 maio 2020

TARTE SALGADA DE VEGETAIS E SEMENTES (sem glúten, sem farinhas!)

Adoro esta tarte! Simplesmente divina a cobertura macia e a base crocante sem farinha!

INGREDIENTES base:
* 1 Chávena (chá) de sementes de girassol;
* 1 Chávena (chá) de nozes;
* 2 Colheres (sopa) de sementes de sésamo embebidas em 1/4 de chávena de água;
* 2 Colheres (sopa) de sementes de linhaça embebidas em 1/4 de chávena de água;
* Sal 1/2 colher (chá).
               INGREDIENTES RECHEIO:
* 4 Chávenas de espinafres picados;
* 2 Chávenas de cogumelos fatiados;
* 1 Cebola pequena picada;
* 3 Dentes de alho médio picados;
* 1‐1/2 Colher de chá de ervas aromáticas (orégãos, salsa, manjericão ou coentros);
* Pitada de piripiri;
* 1 Tomate pequeno, picado, sementes removidas; 
* 100 Gramas tofu;
* 5 Claras de ovos;
* Açafrão 1/2 colher de chá;
* Sal integral ao gosto.
               PRÉ-PREPARO: Mergulhe sementes de linhaça e de sésamo em 1/4 de chávena de água por 10 minutos ou deixe germinar por no mínimo 4 horas.
               MODO DE PREPARO: Pré‐aqueça o forno a 175 ° C.
               Enquanto as sementes de linho estão em imersão, moer o restante dos ingredientes no processador de alimentos. Ele deve ser finamente moído quando terminar, adicione as sementes de linho e a água e continuar a processar por mais 30 segundos. Pressione uniformemente em uma panela redonda para tarde por cima de papel vegetal, espalhe a massa a formar a base da torta. Certifique‐se de que você venha até a borda superior, de modo a crosta não ficar muito grossa na parte inferior. Coza no forno a base por 15 minutos.
               Enquanto a base está a assar, pique a cebola e o alho e deixe descansar por 5 minutos para trazer os seus benefícios de saúde ocultos.
               Coloque água salgada para ferver. Cozinhe o espinafre picado por cerca de 3 minutos em água fervente e escorra. Isso irá reduzir o ácido oxalático e torná‐lo mais doce.
               Refogue em wok ou frigideira antiaderente em lume baixo: cebola, alho e cogumelos picados com sal, por 5 minutos mexendo sempre.


               Adicione as ervas, tomate, sal e pimenta, e refogue por 2 minutos. Pressione para fora o excesso de água do espinafre e adicione ao restante dos vegetais. Retire do fogo e espalhe uniformemente sobre a massa de torta assada.
            

   Misture as claras, tofu, açafrão e um pouco de sal e pimenta no liquidificador. Despeje uniformemente sobre os legumes (opcional polvilhar sésamo ou girassol por cima!) e asse por mais 25 minutos. Com a ponta de uma faca de soltar em torno das bordas da crosta e retirar o anel e desenforme com a ajuda do papel vegetal. Corte em fatias e sirva.


Feito com amor!
Bom apetite!
Eu Sou Camila Cardoso
#nutriquantica